Assine nosso blog

Obrigado pelo envio!

O que o mercado de trabalho reserva para 2009

É mais do que sabido que toda crise representa uma oportunidade e não vai ser diferente desta vez. Apesar dos anúncios diários de corte de empregos e redução dos níveis de investimentos, existem áreas de oportunidade que, dependendo de como sejam tratadas, podem representar a diferença entre o sucesso ou o fracasso no médio e longo prazos. Todos os anos, o The Herman Group publica sua previsão anual de tendências para o mercado e o ambiente de trabalho. Estas são as previsões para 2009 – leia com atenção e descubra onde está a sua oportunidade!

1. Certos conjuntos de habilidades continuarão escassos em 2009

Mesmo com a desaceleração global da economia e das demissões em massa, o mercado de trabalho ainda se apresenta escasso com relação a alguns conjuntos de habilidades. As empresas mais visionárias continuarão a respeitar seus talentos em todos os setores em função da contribuição que prestam.

2. Algumas empresas cometerão sérios erros que ameaçarão a própria sobrevivência.

As empresas mais bem informadas buscarão formas não-monetárias para agregar valor aos seus talentos mais importantes, enquanto outras, com visão de curto prazo, olharão para os salários que estão pagando para os melhores talentos e escolherão ficar com os funcionários de salários mais baixos. Em alguns casos, estes erros poderão ser fatais, pois sem um capital humano eficaz para produzir ou servir os clientes, estas organizações não serão capazes de se manter nos negócios.

3. Medo e apreensão reduzem a produtividade

Existe um percentual significativo de trabalhadores preocupados com o futuro. A menos que seja eliminado, este medo irá afetar negativamente a produtividade e o moral dos funcionários. As empresas mais bem preparadas mostrarão seu apreço pelos funcionários e saberão energizar e desafiar suas equipes a atingir altos níveis de desempenho.

4. O aumento nos custos do seguro saúde irá motivar as empresas a investir mais no bem estar de seu pessoal.

Como previsto anteriormente, num esforço para reduzir custos, mais empresas terão programas que gratificarão seus empregados em função de suas atividades ligadas à saúde e bem estar, como parar de fumar e reduzir peso, penalizando aqueles que continuarem com seus maus hábitos alimentares e não cuidarem da saúde. Muitos outros comportamentos e atitudes serão incorporados a esta lista, incluindo o incentivo para a realização de exercícios regulares e o não ressarcimento de despesas alimentares quando feitas em redes de fast food.

5. Retenção de pessoas face ao aumento da ansiedade

Como em toda economia em declínio, a rotatividade dos funcionários deverá decrescer. Na medida em que a ansiedade cresce, mais trabalhadores se colocarão sob a capa de proteção corporativa, em busca de segurança e estabilidade. Quando o mercado de trabalho voltar a oferecer novas opções, veremos um aumento na rotatividade dos funcionários, principalmente entre os mais antigos. As empresas de maior visão buscarão formas de reter e reorientar a carreira de seus funcionários – especialmente os mais experientes

6. Mais atenção para os planos de sucessão

Estamos vendo, em todo o mundo, uma atenção crescente para os planos de sucessão. O problema é que a maioria dos planos de sucessão falha em reconhecer a importância da preparação para a sucessão. Não importa se as organizações estão em fase de cortes, expansão, ou mesmo no ”modo de espera”, a sucessão gerencial será de fundamental importância no sucesso de longo prazo.

7. Oportunidade para fortalecer os quadros gerenciais

As empresas mais visionárias verão neste período de declínio da economia uma oportunidade para investir no treinamento de suas equipes. Quando as organizações deixam de treinar suas lideranças, criam um corpo de supervisores, gerentes e diretores incapaz de assumir determinadas posições ou tomar decisões importantes. A falta de competência das lideranças será percebida com o aumento da rotatividade de seus trabalhadores.

8. Maior utilização de recursos internos para manter o controle e reduzir despesas

Algumas empresas já estão começando a trazer de volta algumas funções (que eram terceirizadas) para dentro da organização. Chamamos esta tendência de “Home Sourcing”.

9. As empresas encontrarão formas de agregar valor a baixo custo

Num esforço para manter seus trabalhadores comprometidos, as empresas procurarão formas de agregar valor – sem muito custo. Exemplos de iniciativas: disponibilização de vídeos e DVDs para uso dos funcionários, uso do horário de almoço para palestras com oradores convidados.

10. Trabalhadores mais velhos serão particularmente valorizados em 2009

Para que o trabalho seja feito, sem recorrer a contratações mais caras, algumas empresas começarão a revisitar seu banco de funcionários aposentados para recontratá-los de forma temporária. Estes profissionais mais experientes têm muito para oferecer a seus ex-empregadores. É muito provável que as organizações gastem menos com treinamento e tenham funcionários mais confiáveis.

Source: The Herman Trend Alert (Roger Herman e Joyce Gioia)

#mercadodetrabalho #rotatividade #habilidades #trabalhador #liderança #emprego #salário #profissionais #funcionário #exercícios #produtividade #aposentados #saúde #maisvelhos

IMG_0465_edited_edited.jpg
Rosa Maria Paulino

Tudo começou assim: depois de anos investindo na carreira, eu parei de trabalhar. E aí, vieram todas as perguntas difíceis: Eu vou poder abrir mão de um salário? Como vou gastar todas as horas do dia? Será que vou ser feliz longe do mundo corporativo?

Eu não sabia, mas saí atrás das respostas. Fui ver como estavam as finanças. Relembrei  aptidões e habilidades. Resgatei o que me fazia feliz e decidi como gostaria de viver dali para a frente. E descobri que para ter um Futuro Sob Medida, eu teria que criá-lo.

 

Desde então, muita coisa aconteceu.​ 

 

Retomei o convívio com a família e fiz novos amigos. Adotei um estilo de vida mais saudável e equilibrado. Organizei e passei a controlar minhas finanças. Investi em atividades culturais e de lazer. E achei que minha experiência poderia ajudar outras pessoas na mesma situação.

 

Vamos nessa?

Assine nosso blog

Obrigado pelo envio!