O stress do desemprego nestes tempos de crise

Por Rosa Maria Paulino

Perder o emprego é uma das situações mais estressantes que uma pessoa pode experimentar ao longo da vida. Passado o choque inicial, o estresse emocional e financeiro que se seguem frequentemente afetam seu relacionamento com a família e os amigos. Afinal, o trabalho está intimamente associado com a idéia que fazemos sobre quem somos e sobre o papel que exercemos. Perder o emprego traz consigo a perda da auto-estima, a preocupação financeira, o constrangimento, a dúvida sobre nosso nível de competência, o sentimento de insegurança .

Para superar esta fase difícil e sair dela o mais rápido possível, vai ser preciso manter o foco, se organizar e ser proativo. As dicas abaixo podem ajudá-lo a manter a cabeça fria e uma atitude otimista enquanto busca uma nova oportunidade no mercado de trabalho.


Não se culpe

 

Entenda o motivo real de sua dispensa. Se a empresa precisou reduzir custos ou reestruturar suas operações, não há nada que você possa fazer a respeito. Se o motivo estiver relacionado a seu perfil, sua atitude ou seu desempenho, entenda, aceite e prepare-se para que isso não volte a ocorrer, mas não gaste tempo e energia se torturando com algo que já está feito. Aprender com as circunstâncias é próprio da maturidade, portanto, siga em frente.

 

Ajuste seu estilo de vida

 

Por mais passageira que seja, esta é uma situação de emergência e você precisa urgentemente fazer um levantamento de sua situação financeira atual. Independente do tamanho de sua reserva financeira, você precisa repensar seu patamar de gastos, já que não há garantias de quanto tempo você vai levar até receber de novo um salário.

 

O mais indicado é revisar seu orçamento (se não tiver um, aproveite para criar um agora...) e identificar que despesas podem ser cortadas ou ao menos reduzidas. Adie o que for possível. Converse com sua família e decidam - de comum acordo - o que pode ser eliminado. É mais fácil cortar radicalmente os custos supérfluos agora e retomá-los quando voltar a estar empregado do que tentar manter o estilo de vida atual e ter que fazer isso quando a situação financeira estiver bem mais crítica. Se tiver recebido uma indenização ao se desligar da empresa, use-a com cautela.

 

Não se isole

 

Converse com sua família - é importante que eles entendam o que está ocorrendo e percebam a importância de participarem ativamente dos ajustes necessários durante esta fase. Mais do que nunca, sua família e seus amigos são sua maior fonte de apoio e estímulo.

 

Ative seu network. Você não deveria ter se descuidado dele enquanto estava ativo mas, se o fez, este é o momento de reparar o erro. Retome os contatos.

Faça com que as pessoas saibam que você está no mercado em busca de um novo desafio.

 

Estruture seu dia

 

Mantenha sua rotina de acordar cedo, se arrumar, tomar café e ler o jornal, como fazia quando trabalhava.

 

O melhor momento para voltar ao mercado de trabalho é imediatamente após ter saído dele portanto, a não ser que você conte com circunstâncias privilegiadas, esqueça a idéia de tirar umas férias para recarregar a bateria.

 

A busca de um novo emprego deve passar a ser seu novo emprego. Organize seu dia ao redor da tarefa de encontrar uma nova colocação, mas estabeleça limites. Monte um plano de ação, com horários alocados na agenda e prazos de conclusão. As atividades envolvidas com o processo de voltar ao mercado de trabalho são muitas e demandam organização: contatos, preparação de currículo, entrevistas, leituras para se manter informado. Dê prioridade às atividades de networking, responsáveis pela maior parte das recolocações profissionais. As noites e os fins de semana, entretanto, devem ser reservados para a família, o lazer e a diversão.

 

Cuide-se

 

Você vai precisar de todos os seus recursos físicos, mentais e emocionais durante este período. Durma bem, alimente-se de forma saudável e a intervalos regulares, inclua ao menos 30 minutos de caminhada ou exercícios em sua rotina diária.Tudo isso é fundamental para você controlar o stress e manter um alto nível de disposição e energia - fatores importantes para conquistar o seu próximo desafio profissional.

 

Adote uma postura flexível

 

A crise econômica que atingiu o país se reflete nos anúncios diários de demissões e de redução nos níveis de investimentos. Esse quadro significa que este é provavelmente um dos períodos mais difíceis para quem está em busca de um emprego nas últimas décadas. Isso significa também que você precisará ser flexível e criativo - talvez até mais do que foi enquanto construiu sua carreira. É importante focar seu tempo e energia em oportunidades que lhe interessem e que tenham a maior probabilidade de se concretizarem. Selecione as empresas de seu interesse e vá atrás delas, quer elas tenham vagas em aberto ou não.

 

Você já ouviu falar que com a crise, vem a  oportunidade. Várias indústrias aproveitam o momento para ocupar espaços até então vazios. Outras, passam a ter relevância em um novo cenário econômico. Fique de olho nas indústrias em expansão.

 

Considere com atenção projetos de curta duração, pois eles oferecem desafio e diversidade na medida certa, ao mesmo tempo em que permitem conciliar sua disponibilidade pessoal de tempo. O mesmo vale para trabalhos de freelancer, que garantem o fluxo de caixa enquanto facilitam sua exposição ao mercado de trabalho. Além disso, a oportunidade de criar novos relacionamentos profissionais e conhecer novos mercados pode ser considerada como um bônus extremamente valioso.

 

Esteja preparado quando a oportunidade de uma entrevista chegar. Saiba quais são seus pontos fortes, suas contribuições e seus resultados. Conheça em detalhes não somente a empresa mas o mercado em que ela atua.

 

Por último, adote uma atitude positiva. Mesmo em um mercado com um índice de desemprego ao redor de 10%, há 90% de pessoas empregadas. E se isso ainda não for suficiente, lembre-se de que não importa quantas vagas existam no mercado - você está buscando apenas uma, aquela certa para você.

 

Gostou deste artigo?
Cadastre-se e receba um alerta sempre que um novo artigo for publicado.
Quer ler outros artigos sobre Trabalho & Carreira?