Marido e mulher devem se aposentar ao mesmo tempo?

Por Rosa Maria Paulino

Luis Carlos M. se aposentou o ano passado. Nos últimos 7 anos ele ocupou o cargo de Gerente de Vendas de uma empresa líder no segmento automotivo. “Eu estou fazendo coisas que nunca pude fazer por falta de tempo: lendo pilhas de livros e tendo aulas de saxofone” ele diz. Enquanto isso, sua esposa Anita, pediatra e 6 anos mais nova, continua sua rotina de trabalho.  “Eu tentei convencê-la a também se aposentar para podermos viajar e ter atividades juntos, mas ela ainda não estava preparada para isso” diz Luis Carlos, com ar resignado.

Com um número cada vez maior de mulheres no mercado de trabalho, a aposentadoria passou a ser uma decisão que os casais precisam discutir em conjunto. A maioria das pessoas tenta se aposentar ao mesmo tempo, mas há casos em que o melhor é um dos cônjuges continuar trabalhando por mais algum tempo depois que o outro parar.  Independente de o casal se aposentar ao mesmo tempo ou não, é importante que os cônjuges conversem sobre seus planos e o estilo de vida que desejam ter nessa fase da vida. Há casos em que o cônjuge que se aposenta primeiro se ressente do fato de o companheiro continuar trabalhando e dessa forma impedir que ele realize seus projetos de aposentadoria, como fazer longas viagens ou se mudar para outra cidade. O cônjuge na ativa, por outro lado, pode se ressentir do tempo livre e da liberdade que o parceiro tem agora que não trabalha. 

Um estudo envolvendo 500 casais conduzido em 2007 por uma entidade de previdência privada revelou que em quase 40% dos casais, maridos e mulheres tinham idéias diferentes sobre com que idade pretendiam se aposentar, que estilo de vida esperavam manter e se planejavam continuar trabalhando. 

A discussão sobre o processo de aposentadoria tem que começar muito antes do momento de se aposentar - o casal precisa entender as dificuldades que podem ocorrer e chegar a um acordo sobre como fazer a aposentadoria dar certo. Veja a seguir 7 dicas para o casal que pretende se aposentar ao mesmo tempo:

Estejam preparados para ficar em casa juntos:

Depois de anos vendo o marido ou a esposa algumas horas a cada dia, ficar juntos o tempo todo pode ser muito estressante. O casal precisa rever sua antiga rotina e renegociar o papel de cada um no novo esquema de vida: quem fica responsável pelas várias tarefas domésticas, por exemplo, ou a necessidade de ter um tempo só para si. 

Tenham seus próprios hobbies e interesses

 

Trocar um emprego em que sua opinião era valorizada por uma vida doméstica pode fazê-lo se sentir inútil e incapaz. Tenha um hobby e um local adequado para isso, como uma garagem ou um cantinho em um dos cômodos da casa. Atue como voluntário em algum projeto social ou pratique algum esporte com regularidade. Ambos os cônjuges devem manter seus interesses e hobbies, assim como faziam quando estavam trabalhando. É preciso que cada um traga coisas novas para a vida a dois, assuntos sobre os quais conversar durante as refeições.

Mantenham seu círculo de amigos

É comum descobrir, ao parar de trabalhar, que os colegas de trabalho eram exatamente isso: colegas de trabalho. Muitos relacionamentos construídos no escritório murcham e desaparecem quando você se afasta. Mas a manutenção de uma rede social é fundamental para o bem estar do casal. Se o seu círculo de amigos for restrito, considere se filiar a um clube ou organização que lhe ofereça a oportunidade de fazer amigos ao mesmo tempo em que desenvolve uma atividade de seu interesse ou de interesse da comunidade.  

 

Decidam onde querem viver

Para algumas pessoas, a aposentadoria significa a chance de se mudar para a praia ou para o campo. Às vezes, até mesmo para outro país. Mudanças radicais no estilo de vida precisam ser discutidas e decididas de comum acordo para darem certo. Uma boa idéia é não fazer nada definitivo e experimentar o novo local por um período antes de decidir vender seu imóvel antigo e adquirir um novo. 

Reservem tempo (e dinheiro) para seus pais e seus filhos

Já estamos acostumados a ver familiares mais velhos ajudando o restante da família em tarefas domésticas como cozinhar, buscar os netos na escola, pagar contas ou fazer pequenos reparos na casa. Mas nos últimos anos um número cada vez maior de pessoas na terceira idade passou a também ajudar filhos ou netos no aspecto financeiro. 

Estejam preparados para se aposentar antes do planejado

Muitas pessoas se aposentam como resultado de fusões de empresas, redução no quadro de funcionários ou outras decisões corporativas. O mercado de trabalho é mais restrito para as pessoas dispensadas a partir dos 50 ou 60 anos e os salários oferecidos são significativamente menores, com benefícios reduzidos. A aposentadoria chega de repente, pegando ambos os cônjuges de surpresa. Se um deles ainda tiver trabalho, a probabilidade é de que decida continuar trabalhando por mais algum tempo. 

Conversem sobre finanças

Ambos os cônjuges precisam estar familiarizados com sua situação financeira: nível de receitas, despesas mensais, dívidas e obrigações financeiras, investimentos e tamanho do patrimônio. Precisam saber como funciona a previdência social e os planos de previdência privada, caso tenham algum, e entender as coberturas oferecidas pelo seguro saúde e seguro de vida. Esse conhecimento deve ser compartilhado pelos dois e não ficar sob a responsabilidade de uma pessoa apenas. Além do mais, é importante que o casal esteja alinhado com relação ao valor que precisará poupar antes de se aposentar ou ao nível de despesas que poderá assumir durante a aposentadoria.
 

 As informações contidas neste site não substituem em hipótese alguma as orientações dadas pelo seu médico. Somente ele está apto a diagnosticar e tratar qualquer problema de saúde.

Gostou deste artigo?
Cadastre-se e receba um alerta sempre que um novo artigo for publicado.
Quer ler outros artigos sobre Saúde & Bem Estar?