Hora de atualizar o currículo!

Por Rosa Maria Paulino

Um currículo não é um fim em si mesmo, mas uma ferramenta para atrair a atenção de um possível empregador. E você tem cerca de 45 segundos para convencer a pessoa que está lendo seu currículo de que merece ser chamado para uma entrevista.

 

Por isso, é crucial que seu CV seja bem escrito, esteja atualizado e deixe evidente sua marca pessoal - a combinação única de conhecimentos, habilidades, realizações e experiências que comprovam que você é um fortíssimo candidato para o cargo. Se você tem dúvidas sobre como elaborar um bom currículo, leia com atenção as recomendações que se seguem.

 

ELEMENTOS BÁSICOS DE UM CURRÍCULO

 

Independente do estilo utilizado, todo currículo deve ter os seguintes elementos:

 

1. Informações pessoais e de contato

2. Seu objetivo de carreira

3. Um rápido resumo de suas qualificações

4. Formação acadêmica, treinamentos e certificações

5. Histórico profissional (não mais do que os últimos 15 anos)

6. Habilidades e realizações específicas (ex. idiomas, informática, vivência internacional, prêmios de                          reconhecimento, afiliações, etc.) que sejam relevantes para a posição

 

Informações pessoais e de contato

 

Coloque seu nome no alto, no centro da primeira página,  em uma fonte levemente maior e em negrito. Se seu currículo tiver várias páginas, coloque seu nome e o número da página no topo de cada uma.

 

As informações pessoais devem se limitar a idade (e não a data de nascimento), estado civil e número de filhos. As informações de contato devem incluir seu endereço residencial, número de telefone fixo e celular e email - use um endereço de email profissional, de preferência  seu nome completo ou uma variação dele. Você pode separar as seções com uma linha horizontal da largura da página, para organizar as informações e facilitar a leitura.

 

Objetivo de carreira

 

Nada mais é do que uma declaração do que você está buscando em termos de carreira ou ocupação, especificando o setor da indústria, profissão e o nível de responsabilidade (contribuidor individual, supervisão, gerência, diretoria). Você também pode utilizar apenas o título geral de sua ocupação, como Especialista de Suporte Senior ou Gerente de Logística. Se estiver buscando uma mudança de área ou se estiver voltando ao mercado de trabalho, inclua essa informação na seção Objetivo de carreira.

 

Caso tenha mais de um objetivo de carreira, o melhor é preparar um currículo específico para cada um deles, ressaltando a experiência, habilidades e realizações mais relevantes para cada objetivo.

 

Resumo de suas Qualificações

 

Embora seja opcional, muitos recrutadores recomendam utilizar este recurso como uma forma de chamar rapidamente a atenção para seus pontos fortes.

 

Apresente as habilidades,  qualificações e conhecimentos que o diferenciam dos demais candidatos de forma específica mas objetiva, em uma lista com não mais do que 7 ou 8 fatores mais importantes. Procure alinhar esses fatores às características da posição de interesse. Para alguns cargos acadêmicos, técnicos ou científicos, pode ser necessário incluir cursos ou certificações específicos. Currículos buscando cargos relacionados a atividades administrativas ou gestão de equipes, devem enfatizar habilidades e experiência em organização, controle, comunicação, planejamento estratégico e liderança, por exemplo.

 

Histórico profissional

 

Começando pelo mais recente, liste as empresas em que trabalhou nos últimos 10 a 15 anos. Para cada uma descreva, em 2 ou 3 linhas, o setor de atuação, faturamento e número de empregados. Informe o período trabalhado (de 1995 a 1999, por exemplo - não é necessário detalhar os meses) e o maior cargo ocupado.

 

Sumarize suas principais  responsabilidades, mas coloque o foco nas realizações mais relevantes e nos resultados alcançados.  As responsabilidades de um cargo são normalmente conhecidas mas são as realizações e os resultados mais relevantes que irão determinar seu nível de desempenho na função. Quantifique sempre que possível suas realizações e use verbos que denotem ação. Por exemplo: aumentei as vendas do setor em 30%..., expandi o mercado para as regiões norte e nordeste..., excedi as metas anuais em 27%.

 

As experiências mais antigas podem ser sintetizadas em um único parágrafo, como por exemplo: “Experiência anterior como professor de matemática em instituição de ensino de nível médio e como instrutor em cursos de informática para grupos corporativos.”

 

Educação, Treinamento e Certificações

 

Detalhe sua educação formal, incluindo o nome da escola, estado, o nome do curso e ano de conclusão. Se não tiver concluído o curso, informe ó número de anos cursados. Se tiver nível universitário, limite seu histórico acadêmico aos cursos de graduação e posteriores - não é necessário fornecer detalhes sobre ensino médio ou fundamental.

 

Liste os treinamentos relevantes, incluindo o nome da instituição e do programa. Limite-se a programas e instituições reconhecidos e relevantes para a posição de interesse.

 

Inclua suas habilidades na área de informática e idiomas falados, especificando o nível de fluência. Por fim, liste as certificações e afiliações profissionais, desde que relevantes para a posição.

 

Estes são os pontos básicos e fundamentais com relação ao conteúdo de um currículo. Mas a forma como o conteúdo é apresentado também contribui para o sucesso na busca de uma colocação profissional. Nosso próximo artigo irá ajudá-lo a escolher o estilo, formato e linguagem mais eficazes para o seu currículo.

 

Abaixo você vai encontrar algumas dicas sobre o estilo, formato e linguagem mais eficazes para o seu currículo.

 

Estilos de currículo

 

Os estilos de currículos mais frequentemente utilizados são:

 

Cronológico: lista as empresas e os cargos ocupados em ordem cronológica, dos mais recentes para os mais antigos. Indicado para quem teve uma carreira estável em uma única indústria e deseja permanecer no mesmo segmento.

 

Funcional: organizado por experiências e habilidades. Particularmente útil para quem estiver considerando mudança de carreira, uma vez que ele se foca nas habilidades transferíveis para outras áreas de atuação.

 

Combinado: inclui elementos dos currículos cronológico e funcional. Organizado por habilidades, inclui também uma breve lista cronológica das principais posições ocupadas, no início ou no final do CV. Tende a ser o estilo de CV mais indicado para profissionais mais experientes.

 

Linguagem

 

Use palavras que denotem ação, energia e realização. Isso é fundamental para quem tem mais de 50. Verbos ativos e uma clara descrição das contribuições e realizações trarão vitalidade e força para seu CV. Use expressões atuais e termos técnicos, particularmente no que se refere à área de tecnologia da informação.

 

Escreva seu CV de modo a refletir de forma clara e positiva o seu talento e experiência. Não tente maquiar sua idade, mas não é necessário ir além dos últimos 15 anos em termos de histórico profissional. Inclua experiências mais antigas se elas forem absolutamente relevantes para a posição em aberto. Ressalte suas qualificações, realizações e resultados ao invés de responsabilidades ou tempo de serviço.

 

Apresente-se como alguém naturalmente talhado para a posição. Isso se aplica não só ao CV, mas também às situações de networking, cartas de apresentação ou entrevistas de emprego.

 

Palavras-chave

 

É comum recrutadores escanearem os currículos eletronicamente para localizar palavras-chave específicas para o cargo em questão. Sempre que possível, insira em seu CV as mesmas palavras-chave e a linguagem utilizada pela empresa ao publicar a vaga. Use-as quando se referir aos títulos dos cargos, realizações, experiência, habilidades, educação, objetivos de carreira e treinamentos.

 

Formatação

 

A não ser que a posição almejada seja de nível executivo ou de natureza acadêmica, tente limitar o seu currículo a duas páginas.

 

Use um processador de texto padrão, como o MS Word e uma fonte tradicional como Arial, Times New Roman ou Verdana. Não esprema o espaço entre as linhas ou as margens laterais para fazer com que o conteúdo caiba em duas páginas. Isso torna o aspecto do currículo pesado e dificulta a leitura. É melhor revisar o texto para torná-lo mais enxuto.

 

Use o mesmo tamanho de fonte, 10 ou 11, em todo o texto. Seu nome, os títulos das seções e o nome dos empregadores podem estar em negrito e em uma fonte um ou dois pontos maior, mas evite usar várias fontes e abusar de texto em negrito, itálico ou sublinhado. E não utilize fotos, gráficos ou papel colorido.

 

Se necessário imprimir seu currículo, opte por papel branco, no formato A4 e boa gramatura, como 90g/m2. Certifique-se de que a impressão é de boa qualidade e use sempre originais, nunca cópias.

 

Dicas Finais:

 

  • Sempre que possível, personalize seu CV para a posição à qual você está se candidatando. Não envie o mesmo CV para dezenas de empresas.

  • Revise-o várias vezes. Procure erros de digitação, ortografia e concordância gramatical.

  • Deixe de fora informações pessoais como raça, religião, número de documentos.

  • Deixe de fora atividades sociais ou recreacionais, a não ser que elas sejam absolutamente relevantes para a posição.

  • Não inclua referências ou se ofereça para fornecê-las. Isso virá em um estágio bem mais adiantado do processo.

  • Não inclua anexos de qualquer tipo, tais como certificados, matérias na imprensa, etc.

  • Não mencione sua pretensão salarial.

  • Não assine o currículo.

  • Inclua sempre uma carta de apresentação com o seu CV.

 

 

Seu currículo agora está pronto para mostrar ao mercado de trabalho que você é o profissional capaz e bem preparado que as empresas estão buscando.

Gostou deste artigo?
Cadastre-se e receba um alerta sempre que um novo artigo for publicado.
Quer ler outros artigos sobre Trabalho & Carreira?