De volta à escola

Por Rosa Maria Paulino

Para uma grande parte das pessoas que chegam agora à terceira idade, em atividade ou não, a grande questão é como se manter não apenas ativos mas também participativos ao longo dos próximos 20 ou 30 anos. Um dos caminhos é a educação ou aprendizado continuados. 

O aprendizado oferece estímulo às atividades cerebrais, a oportunidade de crescimento pessoal e espiritual e a chance de encontrar prazer na descoberta de algo novo. Além disso, favorece a interação social, normalmente prejudicada com a saída do mercado de trabalho, considerada o aspecto mais importante para uma grande parte das pessoas que voltaram a estudar.

A educação e o aprendizado ao longo da vida representam a experiência da exploração e da descoberta intelectual. Veja alguns dos caminhos que você pode adotar na busca dessa experiência.
 
Universidade Aberta à Terceira Idade


O primeiro projeto voltado à educação de adultos no Brasil foi iniciado em 1990 pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Hoje, diversas instituições de ensino oferecem cursos disciplinares, modulares ou regulares para essa faixa etária. Alguns exigem curso superior, outros estão abertos a pessoas com qualquer grau de instrução. 

Ensino à Distância


Se o problema for distância ou tempo para estudar, considere as opções de ensino à distância. Vários institutos e universidades oferecem cursos de capacitação, graduação e especialização à distância, pagos ou gratuitos. Como com qualquer outro produto, verifique a qualidade e idoneidade da instituição antes de pagar por qualquer curso. 

Cursos virtuais atendem principalmente a pessoas que buscam flexibilidade para estudar onde e quando for mais conveniente, que estão familiarizadas com o uso de computadores e da internet e que se sentem confortáveis em se comunicar com os instrutores e/ou outros estudantes através de e-mails ou fax. Além disso, é importante considerar que o ensino à distância não propicia o contato com outras pessoas, por isso o aluno deve se sentir confortável trabalhando de forma independente e solicitando esclarecimentos sempre que necessário. Por último, lembre-se de que um curso à distância requer quase o mesmo tempo e esforço necessários para acompanhar as aulas pessoalmente. 

Tecnologia


Muitos de nós gostaríamos de ter maior domínio da tecnologia, seja na forma de computadores, celulares ou câmaras digitais. A tecnologia não apenas facilita os aspectos práticos de nossa vida mas principalmente permite o acesso a um universo de informação que estaria fora de nosso alcance de outra forma e a comunicação em tempo real com pessoas em qualquer lugar do mundo. Existem cursos presenciais ou virtuais para ajudá-lo a melhorar sua habilidade em usar processadores de texto, planilhas eletrônicas, acessar a internet ou utilizar outros aplicativos. 

Explorando o mundo


Você pode participar de passeios e atividades externas de caráter cultural. Várias entidades oferecem uma programação diversificada e interessante, de curta duração e baixo custo (algumas vezes até mesmo sem custo). Imagine-se passando uma tarde em uma visita guiada pelos museus da cidade ou por algum circuito histórico. Não deixe de lado passeios por áreas de particular interesse de sua cidade, como aquelas que concentram imigrantes de um determinado país. Afinal, visitar as lojas, experimentar a culinária local e às vezes até mesmo tentar ler os cartazes em um idioma desconhecido acabam sendo uma viagem que você faz sem sair de sua cidade. E, se estiver ao seu alcance, viaje regularmente para perto ou para longe, não importa. Existe forma melhor de conhecer pessoas e lugares novos, se expor a outras culturas e experimentar sons e sabores diferentes?

Seja qual for o caminho que você escolher, continuar a aprender vai transformar os anos pós-trabalho em um período rico e gratificante de crescimento pessoal e envolvimento social.

Gostou deste artigo?
Cadastre-se e receba um alerta sempre que um novo artigo for publicado.
Quer ler outros artigos sobre Trabalho & Carreira?